terça-feira, 15 de agosto de 2017

De empate em empate o Fluminense vê o G-4 mais distante!



Quando a defesa não toma gol, o ataque também não faz e a situação fica cada vez pior.

Declarações do tipo “poderíamos ter vencido” não satisfazem mais.

A realidade é que o time sente falta do seu maestro, contundido logo na primeira rodada.

Sem Sornoza, a identidade foi perdida e o meio de campo, que vinha sendo o toque de classe, parou de criar e tornou-se de uma mediocridade irritante.

A esperança de que Scarpa pudesse manter o padrão não se confirmou e acabou não passando de um sonho.

Abel tem tentado de todos os modos recuperar o bom futebol da equipe, mas a insistência em manter a titularidade absoluta do Scarpa, independentemente do que ele faça em campo parece ser a causa principal de tantos desalentos.

Contra o Santos mostrou a mesma nulidade apresentada contra a Ponte Preta.

Errou tudo que tentou: três chutes para a arquibancada, nenhum passe certo, todas as divididas perdidas para os adversários, além de demonstrar nitidamente falta de força e velocidade.
Correndo sempre atrás.


A meu ver, o sinal de alerta já deveria estar aceso desde o gol inacreditável perdido contra o Cruzeiro.

Não é mais garoto, então a tentativa de arremesso com a perna esquerda num lance em que a bola estava à feição para ser chutada com a direita só serviu para demonstrar sua falta de flexibilidade.

Precisa de um descanso. Parece estar esgotado e principalmente carente do apoio do Sornoza.

Não será com substituições aos finais dos jogos que suas condições físicas irão melhorar.

A insistência em mantê-lo no time acabará por prejudicar o clube e o próprio atleta.

Scarpa é daqueles jogadores clássicos que têm muita categoria, mas não conseguem ser protagonistas e raramente decidem jogos.

Lembra-me muito o Paulo Henrique Ganso, que jogava na sombra do Neymar e desapareceu quando perdeu o parceiro.

Para o bem do próprio Scarpa um descanso se impõe, caso contrário iremos mais uma vez morrer na praia.

Fama e prestígio não ganham jogos e muito menos campeonatos.

Inexplicavelmente, a maioria dos analistas o consideram o cérebro do time.

Assunto para reflexão.


DETALHES:

CAMPEONATO BRASILEIRO – 20ª RODADA

Santos 0 x 0 Fluminense

Local: Estádio Paulo Machado de Carvalho, São Paulo, SP; Data: 14/08/2017
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Bruno Raphael Pires (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos: Marlon Freitas e Henrique Dourado

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Zeca; Alison, Léo Cittadini e Lucas Lima; Vladimir Hernández (Jean Mota, 28'/2ºT), Thiago Ribeiro (Lucas Crispim, 16'/2ºT) e Ricardo Oliveira (Kayke, 16'/2ºT). Técnico: Levir Culpi.

Fluminense: Júlio César; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Orejuela, Marlon Freitas, Wendel e Scarpa (Robert, 40'/2ºT); Wellington Silva (Marcos Junior, 36'/2ºT) e Henrique Dourado (Pedro, 42'/2ºT). Técnico: Abel Braga.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

CAMPEONATO BRASILEIRO – 17ª RODADA

Ponte Preta 0 x 0 Fluminense

Local: Estádio Moisés Lucarelli, Campinas, SP; Data: 09/08/2017
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Helton Nunes (SC)
Cartão amarelo: Lucas

Ponte Preta: Aranha; Jeferson (Nino Paraíba, 37'/2ºT), Marlon, Luan Peres e Danilo; Naldo, Jadson (Claudinho, 22'/2ºT), Jean Patrick e Léo Artur (Saraiva, 29'/2ºT); Lucca e Emerson. Técnico: Gilson Kleina

Fluminense: Júlio César; Lucas, Renato Chaves, Nogueira e Marlon; Henrique, Orejuela e Wendel; Scarpa (Marcos Júnior, 32'/2ºT), Wellington Silva (Matheus Alessandro, 35'/2ºT) e Henrique Dourado (Peu, 34'/2ºT). Técnico: Abel Braga

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

CAMPEONATO BRASILEIRO – 16ª RODADA

Fluminense 0 x 1 Corinthians

Local: Estádio Mario Filho, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ; Data: 23/07/2017
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Auxiliares: Ivan Carlos Bohn e Luciano Roggenbaum (PR)
Gol: Balbuena, aos 4' do segundo tempo
Cartões amarelos: Léo e Frazan

Fluminense: Júlio César, Renato (Mateus Norton, 17'/2ºT), Frazan, Henrique e Léo; Orejuela, Marlon Freitas (Matheus Alessandro, 29'/2ºT), Wendel e Scarpa; Richarlison e Henrique Dourado (Peu, 33'/2ºT). Técnico: Abel Braga.


Corinthians: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Rodriguinho (Camacho, 47'/2ºT), Giovanni Augusto (Pedrinho, 35'/2ºT) e Romero (Clayson, 28'/2ºT); Jô. Técnico: Fabio Carille.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

CAMPEONATO BRASILEIRO – 15ª RODADA

Fluminense 1 x 1 Cruzeiro

Local: Estádio Giulite Coutinho, Mesquita, RJ; Data: 20/07/2017
Árbitro: Leandro Vuaden (RS)
Assistentes: Eduardo Cauza (RS) e Maurício Coelho Silva Penna (RS)
Gols: Sassá, aos 35' e Richarlison, aos 41' do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Richarlison, Matheus Norton e Marcos Calazans

Fluminense: Júlio Cesar, Lucas (Matheus Norton, 34'/2ºT), Frazan, Henrique e Leo; Orejuela, Marlon Freitas, Wendel e Scarpa; Pedro (Marcos Calazans, 25'/2ºT e Richarlison. Técnico: Abel Braga
Cruzeiro: Fabio, Lucas Romero, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Ariel Cabral (Rafael Marques, 15'/2ºT), Lucas Silva e Thiago Neves; Sassá (Bryan, 28'/2ºT) e Elber (Raniel, 31'/2ºT). Técnico: Mano Menezes