domingo, 12 de junho de 2016

Fluminense 1 x 1 Grêmio. Com Fred ou sem ele o roteiro de sempre!



A afobação precisa acabar! (foto: Paulo Sergio / LANCE!Press)


A ausência do Fred não mudou em nada o jeito de jogar do Fluminense, que como sempre teve mais posse de bola, mais chutes a gol, a recorrente falha defensiva que permite o gol do adversário, os erros de cruzamentos e a falta de pontaria de seus atacantes.  

Afinal foram vinte chutes a gol e só cinco acertaram a meta de Bruno Grassi.

O cetro de pé torto dessa vez ficou com o Jonathan, que errou nada menos do que treze cruzamentos, vários deles dignos de jogadores de peladas de casados e solteiros.

Creio que já tenha passado da hora de Levir tentar outra opção.

O início até que foi empolgante Fluminense começou empolgando os torcedores, marcando pressão e pressionando o Grêmio em seu próprio campo.

Richarlison perdeu a primeira chance logo aos quatro minutos, ao receber de Scarpa e finalizar para fora; pouco depois driblou dois marcadores e chutou no canto para Bruno espalmar para escanteio.

Cícero também teve uma chance de ouro de frente para o goleiro e não conseguiu marcar.

E como quem não faz leva, coube ao Grêmio abrir a contagem, aos quarenta minutos, através de Marcelo Hermes, que passou por Jonathan e bateu cruzado à esquerda de Cavalieri.

Antes do intervalo, mais duas oportunidades perdidas: com Richarlison, defendida em dois tempos pelo goleiro e com Scarpa tentando o ângulo mais errando por pouco.

No segundo tempo, com um a menos e o placar favorável, o Grêmio armou sua conhecida retranca e o Fluzão dominou as ações e teve algumas chances, perdidas por erros no último passe ou por deficiência nos arremates.

Felizmente numa delas, Marcos Junior acertou um petardo cruzado e igualou o marcador.

Ao final, o mesmo de sempre: maior predomínio, mais chutes a gol e nada de vitória.  

E aí vai o Fluminense patinando no meio da tabela sem saber ainda se luta pelas primeiras colocações ou para fugir do rebaixamento.

Uma coisa é certa: se não forem contratados um atacante realmente habilidoso e um meia armador de fato, a vida esse ano vai ser dureza.

DETALHES:

CAMPEONATO BRASILEIRO – 7ª RODADA

Fluminense 1 x 1 Grêmio

Local: Estádio Raulino de Oliveira, Volta Redonda, RJ Data: 11/06/2016
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Eduardo G. da Cruz (MS)
Gols: Marcelo Hermes, aos 40' do primeiro tempo e Marcos Júnior, aos 29' do segundo
Cartões amarelos: Jonathan, Cícero, Gum e Marcos Júnior

Fluminense: Cavalieri, Jonathan, Gum, Henrique e Wellington Silva; Douglas (Magno Alves, 17'/2°T), Edson, Cícero e Gustavo Scarpa; Maranhão (Marcos Júnior, intervalo) e Richarlison. Técnico: Levir Culpi.

Grêmio: Bruno Grassi, Edílson, Pedro Geromel, Wallace e Marcelo Hermes; Ramiro, Maicon, Giuliano e Douglas (Bressan, 33'/2°T); Everton (Léo Tilica, 28'/2°T) e Bobô (Jailson, 18'/2°T). Técnico: Roger Machado.


 -----------------------------------------------------------------------


FRED SE FOI... É O CICLO DA VIDA!



Para todos aqueles que se sentiram deprimidos, um lembrete:


Antes foram o Thiago Silva e o Conca, super-heróis intocáveis e no momento atual o Fred. Antes tivemos Washington, Assis, Romerito, Renato Gaúcho e muitos mais.


Todos passaram e o Fluminense ficou e ficará para sempre. A vida é assim: breve teremos outros heróis, que igualmente partirão algum dia.


Por isso é importante que ensinem as suas crianças que MAIOR é o FLUMINENSE, o resto apenas complemento.


Agindo assim, não terão o dissabor de vê-los arrasados pela saída de qualquer atleta nesse mundo futebolístico cada vez mais mercenário.


E DÁ-LHE FLUZÃO!

Um comentário:

Ricardo Moyses disse...

Já foi tarde esse manguaceiro, desagregador, caneludo! ST