sexta-feira, 3 de junho de 2016

Atlético-MG 1 x 1 Fluminense. Foi bom, mas poderia ser melhor!

(Scarpa, outra vez o melhor do time (foto: Thomas Santos / Agip / Lancepress!)

Gostei da movimentação do time que em momento algum mostrou-se amedrontado.

Com o meio de campo insinuante e o sistema defensivo melhor postado, talvez pela presença de Douglas, o Fluminense esteve melhor a maior parte do tempo.

Poderia ter vencido até com certa facilidade, mas esbarrou nas limitações de sempre: a deficiência crônica da zaga nas bolas alçadas sobre a área e a irritante falta de pontaria dos atacantes.

A coisa está tão difícil que até Fred, outrora emérito matador, hoje custa a marcar tanto assim que nas cinco primeiras rodadas só marcou dois míseros gols.

Henrique não admitiu a falha e acabou por culpar os refletores, mas se assistir ao vídeo do jogo com atenção verá claramente que ficou marcando a bola sem perceber a presença do Tiago às suas costas.

Contra o Palmeiras a falha foi do Gum e enquanto isso Marlon amarga uma reserva injustificável para os dois medalhões.

A grande diferença de postura sob o comando de Levir é o que deixa ainda um pouco de esperança em dias melhores, pois ao contrário das ocasiões passadas, não foi sentido aquele baque que aparecia sempre que o time ficava em desvantagem no placar.

Ninguém se omitiu, partiram para cima e criaram mais oportunidades que os donos da casa.

Depois de inúmeras oportunidades perdidas, Cícero lançou Scarpa em velocidade para bater forte e vencer Victor de forma inapelável.

O Fluzão iniciou o segundo tempo partindo para o ataque, mas a saída de Richarlison fez o time perder um pouco do ímpeto.

Levir tem insistido demais com Osvaldo e Marcos Junior, jogadores que  pouco acrescentam. Precisa arriscar outras opções ou dar mais tempo ao Richarlison para que ele adquira a confiança que tinha quando jogava pelo América.

Essa história de entrar sabendo que inevitavelmente será sacado no segundo tempo o tem tornado por demais ansioso, o que acaba prejudicando o seu desempenho.

A cartada final do Levir quase deu certo, na jogada de Magno Alves salva por Rafael Carioca e desperdiçada pela falta de pontaria e precipitação do Osvaldo. Uma pena!

Acredito, porém, que com o passar do tempo nosso treinador conseguirá melhorar a equipe, principalmente se a diretoria conseguir trazer algum reforço de fato e não meras apostas, fato recorrente desde a saída da Unimed.

De qualquer modo, mesmo que o resultado não seja o esperado não devemos nos esquecer que Levir herdou um elenco desequilibrado, formado praticamente à base de indicações de empresários.

Com paciência e sorte, quem sabe dias melhores virão?


E DÁ-LHE FLUZÃO!


DETALHES:

CAMPEONATO BRASILEIRO – 5ª RODADA

Atlético-MG 1 X 1 Fluminense

Local: Estádio Independência, Belo Horizonte, MG: Data: o1/06/2016
Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (SP-FIFA)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Anderson José  Coelho (SP) Gols: Tiago, ao 1' e Scarpa, aos 30' do primeiro tempo.
Cartões amarelos: Cícero, Edson, Douglas, Giovanni e Fred

Atlético-MG: Victor, Marcos Rocha, Tiago, Gabriel e Lucas Cândido; Rafael Carioca, Leandro Donizete (Pablo, 23'/2ºT) e Júnior Urso; Patric (João Figueiredo, 39'/2ºT), Robinho (Hyuri, 23'/2ºT) e Carlo. Técnico: Marcelo Oliveira 

Fluminense: Cavalieri, Jonathan, Gum, Henrique e Giovanni; Edson, Douglas, Cícero e Scarpa (Marcos Júnior, 42'/2ºT); Richarlison (Osvaldo, 10'/2ºT) e Fred (Magno Alves, 42'/2ºT). Técnico: Levir Culpi


Um comentário: