segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Goiá 2 x 2 Fluminense. Quinta-feira vitória certa.

.
A vitória contra o Atlético Mineiro virá sim. Isso é, se o Cuca escalar o time certo.
.
Começo arrasador do Goías, 2 a 0 em dezesseis minutos. Defesa com três zagueiros batendo cabeça, meio campo inoperante e dois atacantes isolados e perdidos na frente.
.
Parecia a repetição do mesmo filme de rodadas anteriores.
.
Cuca até que finalmente resolveu dar um descanso ao Luiz Alberto, mas ainda cometeu o pecado de deixar os jovens zagueiros à mercê dos atacantes do Goiás ao escalar um meio de campo completamente inócuo. A sua insistência com o Diguinho chega a ser irritante, porque só ele não vê que o atleta ainda está longe de reunir o mínimo de condições físicas para a prática do futebol. Perde seguidamente todas as divididas e falar de seus erros de passe já chega a ser chover no molhado.
.
Fábio Neves até que já mostrou qualidades em algumas oportunidades, mas ainda está muito verde para assumir a responsabilidade de compor o meio campo tricolor numa situação limite como a atual. Sua escalação para substituir o Conca, então, é uma aposta arriscada demais.
.
Felizmente Fred estava em campo e de seu passe certeiro surgiu o primeiro gol, colocando novamente o time no jogo.
.
No segundo tempo, finalmente Cuca reconheceu que não dá para jogar com três zagueiros quando não se tem laterais efetivos e alterou a equipe. Ótima a entrada do Gonzalez, que com sua categoria empatou a partida com um belo um gol, numa falta sofrida pelo Fred.
.
Infelizmente nosso treinador voltou a insistir com o Ruy, que quase nada acrescentou. Deveria ter entrado com o Urrutia, que marca mais, tem melhor saída de bola e está louco para jogar pelo Fluminense. Não se pode dizer que o Ruy tenha feito corpo mole, até que correu, mas a fase não ajuda. Sua lentidão ficou demonstrada na demora em bater aquela falta no último lance do jogo, a última chance de uma virada, a ponto do árbitro encerrar a partida antes da cobrança.
.
A distância para a décima-sexta posição diminuiu para cinco pontos, um fato positivo. Em compensação, agora são três concorrentes empatados com 32. Não dá mais para bobear, temos que ganhar os quatro jogos no Maracanã para decidir a sorte com o Sport, pois com o Coritiba fora da zona de degola, o Fluminense terá tudo para vencer esse jogo na última rodada.
.
Falta apenas o Cuca escalar o meio de campo certo. Em minha opinião e de muitos tricolores amigos esse deveria ser formado por Diogo, Urrutia, Gonzalez e Conca. Mas se o Cuca não quiser de modo algum abrir mão do Diguinho, que pelo menos escale Urrutia, Gonzalez e Conca. Fora isso, bye bye série A.
.
LOTAR O MARACA NA QUINTA-FEIRA É OBRIGAÇÃO DE TODO TRICOLOR.
.
E DÁ-LHE FLUZÃO!
.

4 comentários:

Blog do Vascão disse...

Mais um jogo em que o Tricolor não merecia o empate e sim a vitória, a luta continua, boa sorte.

Abraço
Jeferson

pedro disse...

O Globo de hoje traz uma notícia a respeito da dispensa de 7 jogadores para o ano que vem. Aqui vai a minha sugestão: Fabinho, Luiz Alberto, Edcarlos, Roni, Leandro Amaral, Ruy e Radamés. Alguém concorda/discorda?

Tricolor! disse...

Radamés (ganhando bem pouco) pode ser útil numa longa série B. O Ruy, nos mesmos moldes, idem.

Pro Luiz Alberto talvez desse uma chance. Quem sabe com uma dupla de volantes de nível aceitável ele volte a se encontrar?

O resto tá bom pra ir embora, mesmo, nem pra série B.

Incluiria na lista de dispensas o Marquinho (inútil, inútil!) e o Wellinton Monteiro.

Helio R.L. disse...

Que é isso gente sete é muito pouco? Temos muito mais malas para dispensar. A minha lista é bem maior, a começar pelo Cuca e mais Berna, Ruy, Cássio, Edcarlos, Wellington Monteiro, Fabinho, Radamés, Marquinho, Leandro Amaral, Roni, Carlos Eduardo e Augusto (esse não sei se já foi). Maurício, pela sua idade, emprestaria para disputar algum campeonato estadual e a Copa do Brasil e Luiz Alberto, só se o clube conseguisse um zagueiro habilidoso e realmente experiente, como o Rodolfo, por exemplo.

Saudações Tricolores.