domingo, 4 de outubro de 2009

Flamengo 2 x 0 Fluminense. É o preço a pagar para quem tem a ousadia de escalar o Fabinho.

Três pontos a serem debitados exclusivamente na conta do Cuca.

Nesse domingo o atual treinador do Fluminense exacerbou em suas "qualidades e invenções". Mostrou falta de visão na escalação inicial e ausência de criatividade nas substituições. Cuca está se especializando em trocar seis por meia dúzia e se ninguém da diretoria tentar meter sua colher nesse caldeirão mais vexames como esse poderão ocorrer. Branco até que poderia dar uns conselhos a ele.

De onde Cuca teria tirado a idéia de tornar Fabinho titular novamente. A Torcida Tricolor já sofreu demais com esse péssimo volante, ex-jogador em atividade, que há três anos vem entregando jogos decisivos em todos os campeonatos.

Será que a "punição" pelo penalti imbecil cometido contra o Alianza foi a confirmação de sua titularidade? Ou o treinador tomou um chá de coca, ou está começando a esclerosar ou realmente não sabe nada de nada.

É bem verdade que alguns débeis mentais gritaram o nome do Fabinho na quinta-feira, após o jogo contra o Alianza. No Maracanã, considerei o fato como mais uma brincadeira (de mau gosto, é claro), igualmente aquela quando em ocasiões passadas o nome de I-tá-be-rá, folclórico lateral direito, era gritado em coro. Mas ao que parece o Cuca levou a brincadeira a sério e escalou "a coisa" logo para jogar contra o Flamengo, com o evidente intuito de agradar a torcida. Deu-se mal, pois a grande maioria da Família Tricolor tem bom senso e sabe separar o joio do trigo.

Pelo sim pelo não, resolvi não ir ao estádio. A declaração do Cuca após o jogo com o Alianza, elogiando o "volante desastrado" me deixou com a pulga atrás da orelha. Já havia quebrado minha promessa na quinta-feira passada e quase me dei mal com aquela mão na bola dentro da área.

Não quiz arriscar de novo e preferi a TV. Meu filho, ao ouvir a confirmação da escalação do Flu, não quiz nem a TV. Preferiu ir ao cinema, dizendo que com Fabinho não ia dar. Sábias palavras. Aliás, conhecidas de todos os tricolores, menos do Cuca. Arrependo-me de não ter ido ao cinema também.

Fabinho foi o responsável direto pelas jogadas que originaram os dois gols do Flamengo ao perder imbecilmente, de maneira tosca, a bola para o Zé Roberto. A escalação de um jogador sem a mínima habilidade ultrapassa o bom senso de quem quer que seja e deixa mais uma ponta de desconfiança do que anda acontecendo nas Laranjeiras.

Escalar Fabinho, deixando Urrutia e mesmo o Paulo César no banco é de uma ignorância atroz, porque por pior que eles possam estar, sempre estarão em melhores condições do que "o traste".

Mesmo depois da primeira lambança, Cuca ainda manteve o "mamolengo" em campo, até que ele voltasse a falhar de modo bisonho. Só então o substituiu. E aí é que foi o pior, colocou Marquinho, outro inútil do plantel que goza das benesses de nosso limitado técnico.

Como seria de se esperar Marquinho não fez nada de útil e ainda perdeu gol feito de dentro da pequena área, quando em vez de chutar de primeira, tentou ajeitar a bola com tanta lentidão que permitiu à zaga do urubu aliviar para escanteio.

E Urrutia, Paulo César e González no banco. E pior ainda: Tartá nem no banco.

A continuar com essa postura inconcebível, Cuca dificilmente conseguirá tirar o Fluminense da Série B.

Com a contusão do Alan, mais uma vez trocou seis por meia dúzia. Roni entrou, nada fez a não ser isolar uma bola para a arquibancada numa boa condição de arremate. Por que não adiantou o Fábio Neves e colocou alguém mais efetivo no meio campo?

E o pior é que no final do ano o Cuca vai embora e por sua teimosia e insegurança, pode deixar o Fluminense na rua da amargura.

Agora só faltam onze jogos. Temos que ganhar nove deles. Dos seis adversários no Maracanã, à exceção do Palmeiras, o resto é tudo japonês. Dá pra ganhar, mas sem Fabinho, sem Marquinho, e de preferência sem Rui, Roni e Diguinho.

A volta do Fred poderá ajudar, mas se o Cuca continuar com essas suas idéias de professor pardal e proteção aos sem nenhuma habilidade, a arrancada ficará praticamente impossível.

Quanto ao resto da equipe, o abatimento foi geral após a incrível falha do primeiro gol e após a segunda, então, todo mundo sucumbiu de vez.

.

CUCA, PELA ÚLTIMA VEZ, VÊ SE APRENDE: CHEGA DE COLOCAR FABINHO E MARQUINHO NO MEIO CAMPO DO FLUMINENSE E PARE DE BOICOTAR O TARTÁ. ESCALE O PAULO CÉSAR NA LATERAL DIREITA E VOLTE COM O URRUTIA. FABINHO, "O TRASTE", NEM NO BANCO!

.

Na próxima rodada, temos todas as condições de ganhar do Corinthians, que levou duas sapatadas seguidas em casa. É só ter fé.

.

E DÁ-LHE FLUZÃO!

.

4 comentários:

Blog do Vascão disse...

Caraca fiquei muito aborrecido com esse resultado.
Abraço
Jeferson

PCFilho disse...

Cuca escalou mal, sim.

Mas o juizão teve grande parcela de influência no resultado...

Helio R.L. disse...

PC. Filho,
O juiz roubou sim, mas isso é normal em se tratando de ururbu. Mesmo assim já cansamos de ganhar deles e até por goleadas, independentemente desses mal intencionados. O problema é que time nenhum no mundo é capaz de superar a ruindade do Fabinho. Infelizmente o Cuca caiu cedo demais no canto da sereia.

Saudações Tricolores.

Anônimo disse...

Agora já era, só espero no fim do ano não ser surpreendido com mais uma renovação de contrato do Fabinho.
A mulambada devia fazer uma estátua pra ele na gávea, acabou com o jogo domingo.