quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Ufa! Foi no sufoco!

O Renato gosta de esmerilhar os corações tricolores. Ainda bem que desisti de ir ao Maraca ao saber da escalação do Fabinho.Tinha certeza de que o time jogaria com dez. Enganei-me. Esqueci-me do Gustavo Nery. Jogamos 45 minutos com nove contra onze. Deu pena ver o Fabinho, parecia uma barata tonta em campo, com jogadas completamente inócuas. Do Gustavo nem vou falar. Os dois gols do Duque de Caxias bastam para definir sua atuação.

Mas nem tudo está perdido, torcida tricolor. Quando foi desfeita a burrada, o time massacrou o adversário e com um pouco mais de entrosamento teria feito mais gols ainda.

Após a partida, ouvi vários comentaristas elogiarem o Renato por ter mexido bem no time. Essa é de lascar. Mexeu bem nada. Escalou a equipe muito mal e por isso mesmo tomamos dois gols em vinte minutos de jogo.

É preciso enxergar que para o ataque funcionar será necessário um meio campo criativo, com dois meias. Deixar toda a criação para o Thiago Neves tem sido um maná para os adversários, principalmente para os times mais fracos que não deixam o jogo fluir. Com a entrada do Cícero, a defesa adversária passou a se preocupar com dois armadores e a marcação ficou muito mais difícil de ser executada. Quando nosso técnico parar de proteger Fabinho e Gustavo, certamente a coisa vai melhorar.

Meu prezado Tricolor, que nos tem brindado com comentários pertinentes, minha esperança no Conca está na razão direta do afastamento do Ygor e, principalmente do Fabinho, a "mala sem alça" protegida do Renato e contratada por alguém sem nenhuma visão do futebol, se não for coisa pior.

2 comentários:

Tricolor! disse...

O Conca realmente merece ser testado nesse time... Meu único receio é uma certa inconstância que ele demonstrava jogando pelo time do eurico...

. disse...

Concordo. Mas acho que qualquer coisa é melhor que Ygor e Fabinho.