sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Dilema tricolor.




Tem muita gente boa querendo saber qual dos três atacantes contratados ficará no banco de reservas. E o pior é que já li comentários do Renato nesse sentido. Pode ser que não dê certo, mas por que não experimentar, pelo menos de início, uma formação que contemple os três craques? Barrar qualquer um deles para escalar um “volante de contenção” não parece ser uma solução coerente. Olhando a foto dos dois Washington's me vem à mente aquele belo time, campeão brasileiro de 1984 e também tricampeão carioca, numa época em que os campeonatos estaduais tinham tanta ou mais importância que o próprio Campeonato Brasileiro. Os não tão jovens certamente se lembrarão. E como jogava aquele time? Com três atacantes, num esquema mais ou menos semelhante ao 4-3-3. O meio campo era coberto pelo Tato ou pelo Romerito, conforme o time era atacado pela esquerda ou pela direita e, às vezes, o próprio Assis recuava um pouco. Mas quando atacava, não tinha pra ninguém. O Branco deve se lembrar bem, pois fazia parte da equipe. O Renato poderia tentar, fixando mais o lateral esquerdo (Gustavo Nery ou Roger), que já não reúnem condições físicas para ir e voltar durante os 90 minutos de uma partida. Se optar pelo Júnior César idem, pois normalmente ele avança, perde a jogada e leva bola nas costas. Arouca, Conca e Thiago Neves, auxiliados por recuos alternados dos atacantes, comporiam um meio-campo de qualidade. Os mais tradicionais perguntarão: quem ataca pela esquerda? A resposta é óbvia. Muita gente: Conca e Thiago Neves estão acostumados a isso. Leandro e Washington também, além de igualmente atacarem pela direita. E ainda teremos o Gabriel ou o Carlinhos para apoiar o ataque. Com o lateral esquerdo lá atrás, será mais fácil para o Thiago Silva cobrir o lado direito . Há que se desmistificar a ideia que só os laterais são capazes de atacar pelas pontas. Se assim fosse, Garrincha, Jairzinho, Pepe e tantos outros craques nunca teriam jogado futebol. Bem, mas só vai funcionar se o time for muito bem treinado, com movimentações dos atacantes, que terão que se revezar constantemente na cobertura ao meio campo. E é claro, será imprescindível dispormos de um goleiro que não tome gol de fora da área com tanta frequência.

Caros tricolores, o que vocês acham da proposta? Será que o Renato concordaria com o esquema? Ele tem se escudado nos bons desempenhos do Vasco quando armava o time com vários volantes. Aquela equipe até que jogou bem, mas ganhou o que?

4 comentários:

Tricolor! disse...

Prezado amigo blogueiro...
Entendo seus motivos, mas sou daqueles que acham que o jogo se ganha no meio de campo...

Prefiro um time com o meio de campo mais povoado, com menos atacantes. Meias de qualidade (sei que não é exatamente o caso dos nossos) sempre sobem bem ao ataque.

Já atacantes dificilmente conseguem voltar pra compor o meio com eficiência...

Meias subindo funciona muito melhor do que atacantes voltando.
Menos atacantes de ofício não quer dizer menos ofensividade.

O time com Washington, Dodô e Leandro Amaral certamente ficaria desequilibrado.

. disse...

Caro Tricolor,
Você tem razão quanto ao equilíbrio do time se concentrar no meio campo. Concordaria com sua opinião se tivéssemos pelo menos o Diego Souza para compô-lo. Mas aguentar o tal do Ygor ex-Vasco como titular absoluto vai ser dose. E o pior, se ele for mal, é a que opção que o Renato gosta é catastrófica, o Fabinho. Esse cara não joga nem no time da minha rua. De qualquer modo, vamos torcer.

Tricolor! disse...

Meu Deus!

A diretoria afirmou que não pretende mais buscar goleiro!

Mas que merda de diretoria palhaça! Pra quê fizeram tanto alarde público, então?? Pra deixar o FH sem confiança?? Ele já é ruim confiante...

Riquelme, Falcão Garcia, Felipe, Fabio Costa, Leo, Fabinho, Carine, Bruno... até perdi a conta.

Pra quê ficar anunciando antes da contratação??

Sinceramente: se temos alguma chance com o time que tá aí é no carioca. E só.

Anônimo disse...

Por que nao:)