quinta-feira, 19 de abril de 2012

Arsenal-ARG 1 x 2 Fluminense. Foi no sufoco, na emoção, na sorte!

Apesar de atuação apagada,  Rafael Moura decidiu.    (foto: Juan Mabromata / AFP)


O Fluminense complicou uma partida que poderia ter sido bem tranquila.

A falta de interesse do Arsenal, que mandou a campo apenas três de seus titulares e a ausência da torcida argentina pareciam ser indicativos de vitória fácil, insofismável.

Mas não foi o que se viu na noite de ontem, o Fluminense se enrolou e quase perde não só a liderança geral, como também o primeiro lugar do grupo.

E por que isso aconteceu? Quais seriam as verdadeiras causas?

A primeira vista poderiam ser as contusões de Wellington Nem e Euzébio. Mas não foi o caso, Sobis entrou bem no jogo e foi o autor do passe para o gol de Carlinhos e para a jogada que resultou no penalti desperdiçado pelo Thiago Neves.

Gum e Euzébio se equivalem, sendo que Gum tem sobre os titulares a virtude de conhecer bem suas limitações e por isso mesmo não brincar em serviço, evitando as tentativas de sair jogando para não perder a bola bisonhamente como fazem os atuais titulares.

Parte da resposta está evidenciada nas palavras de Rafael Sobis: _” Enfrentamos tudo isso por nossa culpa. Deveríamos ter mais gana de vencer o jogo. O Arsenal colocou jogadores altos e passou a buscar o empate por cima. Nós abusamos do chutão e tivemos dificuldades. Tudo isso serve de lição para a gente na sequência do campeonato”.

O abuso dos chutões tem sido a tônica do Fluminense nessa Libertadores.

À exceção do jogo na Bombonera, nos demais o time foi incapaz de armar jogadas a partir de sua defesa. Invariavelmente todos procuraram livra-se da bola da maneira mais tosca, dando bicos pra frente e entregando quase sempre a bola aos adversários.

Desde a saída de Thiago Silva, Arouca e Cícero o problema tornou-se crônico e vem piorando a cada dia que passa, sem que ninguém no clube atente para o fato.

Mas o Fluminense foi campeão brasileiro sem eles, poderão dizer alguns. É fato, mas aquele time foi exceção à regra, devido à presença de um jogador como o Conca, o que não ocorre no caso presente.

Abel pisou na bola outra vez.  (foto: AP)
Outro fato causador das oscilações do futebol apresentado parte da postura do Abel Braga, que constantemente insiste em escalar medalhões e mantê-los em campo mesmo que seus desempenhos não estejam à altura de sua fama.

A bola da vez no jogo de ontem foi Thiago Neves, que errou tudo que tentou. Perdeu gols incríveis, um pênalti contra um goleiro improvisado e mesmo assim permaneceu em campo durante todo o tempo.

Um treinador regiamente pago como o nosso tem que ter o discernimento e a coragem necessários para efetuar as alterações na equipe, sacando até as principais estrelas quando elas não estiverem bem.

Se tivesse substituído o Thiago Neves pelo Lanzini logo após a perda daquele gol certo de forma ridícula, o desfecho poderia ter sido menos desgastante.

Outra mania que Abel adquiriu recentemente é o fato de querer dar moral a jogadores que não estejam bem, atribuindo a eles a responsabilidade de cobrar penalidades máximas.

Como já havia acontecido na semana passada contra o Boca, dessa vez Abel escolheu Thiago em detrimento de Sobis e Deco, que estavam bem melhor na partida.

Dessa vez o Sobrenatural de Almeida ajudou e o cruzamento preciso de Lanzini colocou as coisas no lugar. Mas até quando será assim?

Depois do jogo do Flu, tive a oportunidade de assistir a vitória do Corinthians sobre o Deportivo Tachira e constatar que o grande diferencial do time paulista é a presença de dois volantes habilidosos, que além de saber marcar também conseguem sair para o jogo sem perder a bola infantilmente.

Em consequência o time não sofre sobressaltos e consegue desenvolver um futebol eficiente.

Pode ser que com a volta do Valencia a situação melhore um pouco, mas para obter sucesso é imprescindível que todos se doem em campo o tempo todo, porque só com aplicação total é que os defeitos da maioria poderão ser compensados.

Agora é só aguardar o próximo adversário, que só não será o Emelec em caso de derrota do Internacional no jogo de hoje.


E DÁ-LHE FLUZÃO! 

6 comentários:

Amigo gremista disse...

Amigos tricolores cariocas....cuidado porque o time mais mutreteiro do brasil (cholorados) não querem que a arbitragem contra o Flu seja brasileira...é o que eles estão dizendo nas rádios aqui de Porto Alegre! Não sei porque! De certo eles querem que seja o Carlos Torres que meteu a mão no Nacional do Uruguai em 2006,onde não marcou dois gols legítimos!!!! ou quem sabe o Jorge Larrionda que expulsou o Josué contra o SP no começo da partida.

OLHO ABERTO....AVISEM A DIREÇÃO DE VOCÊS. PARA QUE OS MUTRETEIROS NÃO APLIQUEM NOS BASTIDORES!!!!!

Tricolor! disse...

Que sorte, hein??

Nos demos bem à beça com o 1° lugar geral... Inter nas oitavas e, se passarmos, provavelmente Boca nas quartas.

Sinceramente, acho que o importante na primeira fase é simplesmente se classificar. Essa tão alardeada vantagem de decidir em casa... Não sei até que ponto isso tem relevância não (lembre-se do Estudiantes, da LDU... nossa Copa do Brasil em 2007...). Até porque gol fora conta como critério de desempate e o segundo jogo normalmente é mais nervoso, saindo mais gols... Enfim, vamos ver o que acontece. Não tou esperançoso não. Tamos jogando mal demais.

Sobre o jogo...

O que dizer de tanta dificuldade diante de um time de reservas, eliminado, fraco e desmotivado? Mau sinal...

Outra coisa: não é pelo gol na cara do goleiro desperdiçado com um chutinho de moça ou por um pênalti defendido por um jogador que nem goleiro é...

Mas o Thiago Neves tá me parecendo aquele que vi em alguns jogos do Flamengo no ano passado. Apagadinho, apagadinho.

Não tem a função de marcar e praticamente não marca.

Se fica apagado na armação de jogadas, é simplesmente um a menos em campo.

Foi mal pelo estilo rabugento.

Abraço e Saudações Tricolores!

Cristiano Vieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristiano Vieira disse...

Muito bom. Vamos fazer uma parceria. Estamos com um novo blog.
Eu escrevo as colunas do FLU e administro o site.

Dá uma olhada no WebbGol

ST

http://webbgol.blogspot.com.br/

Gabriel Casaqui disse...

Deve passar do Inter.
A lógica induz a este pensamento.
Problema é como a equipe vai atuar e conquistar a vaga.
Só assim para dizer se há esperança em eliminar o Boca novamente.

Abraços.
Gabriel Casaqui
http://obotecoesportivo.blogspot.com.br/2012/04/soy-loco-por-ti.html
@botecoesportivo

Gabriel Casaqui disse...

Deve passar do Inter.
A lógica induz a este pensamento.
Problema é como a equipe vai atuar e conquistar a vaga.
Só assim para dizer se há esperança em eliminar o Boca novamente.

Abraços.
Gabriel Casaqui
http://obotecoesportivo.blogspot.com.br/2012/04/soy-loco-por-ti.html
@botecoesportivo