sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Estrutura reforçada e algumas contratações. Serão garantia para a Libertadores?

.
Aparentemente o ano começou bem nas hostes tricolores. O elenco não sofreu perdas significativas e ainda recebeu os reforços de Jean, Wagner, Anderson e Thiago Carleto, além do retorno do Wellington Nem.
.
Anderson e Carleto ainda são apostas, embora exista grande esperança de que o zagueiro venha a formar dupla com Leandro Euzébio e o lateral, se não conseguir a titularidade, pelo menos fará sombra a Carlinhos.
.
Wagner e Jean, se apresentarem as mesmas qualidades desenvolvidas no Cruzeiro e São Paulo, resolverão definitivamente a falta de qualidade do meio de campo, hoje dependente apenas do Deco, responsável único pelo fardo e assim mesmo quando consegue estar em campo.
.

O possível acerto com a Portuguesa para o empréstimo de Tartá é outra notícia alvissareira. 
.
Tartá tem apenas 22 anos, é cria da casa, não sente o peso da camisa tricolor e ainda poderá dar frutos à equipe principal. 
.
Ficou marcado por não concordar com a cessão de seus direitos à Traffic e teve poucas oportunidades desde então, mas mesmo assim foi o autor dos gols da vitória sobre Vasco e Palmeiras, fundamentais para a conquista de 2010, além de outras destacadas atuações.
.
Na área administrativa, a contratação de Rodrigo Caetano reforça a qualidade da equipe diretora e melhorias deverão ser sentidas tão logo as atribuições de cada um dos membros estejam perfeitamente assimiladas.
.
O presidente Siemsen começa a dar sinais de que realmente pretende dar ao clube um tratamento profissional e uma supervisão mais de perto em Xerém poderá enfim afastar agentes inescrupulosos e funcionários incompetentes ou comprometidos com interesses outros que não os do clube.
.
Pode ser até que consiga anular ou pelo menos diminuir acentuadamente a influência maléfica da Traffic sobre as promessas reveladas nas divisões de base, muitas delas hoje com seus direitos federativos já comprometidos com essa “parceira indigesta”.
.
É voz corrente nas Laranjeiras de que o objetivo maior para 2012 será a conquista da Copa Libertadores da América.
.
Os anseios de todos os torcedores vêm ao encontro dessa meta, embora não reste dúvida de que o elenco esteja apto também para disputar o campeonato nacional em igualdade de condições com qualquer outro clube brasileiro.
.
Para vencer a Libertadores, porém, Abel terá que se convencer de que o time principal do ano passado não será suficiente. A manutenção da formação do meio de campo com Edinho, Diguinho, Marquinho e Deco, segundo os primeiros ensaios realizados em Mangaratiba, será incapaz de municiar o ataque e ainda tapar os buracos deixados pela zaga.
.
Se o Anderson apresentar um bom futebol, a dupla com Leandro Euzébio poderá dar frutos, porém a manutenção de Gum, Elivelton, Digão ou Márcio Rosário como titulares será o presságio de emoções fortes e desagradáveis. Vê-los no banco já será suficiente para causar um frisson nos torcedores.
.
Digão, em especial, resolveu soltar suas botinadas também durante os treinos. Não satisfeito com a entrada violenta em Fred, hoje lesionou o lateral Bruno.
.
O jovem zagueiro que se destacou na equipe da arrancada de 2009, quando jogava praticamente de líbero ao lado de Gum e Dalton, não tem demonstrado a mesma qualidade no esquema com dois zagueiros. Talvez seja a hora de emprestá-lo para ver se deslancha ou não.
.
O possível retorno de Thiago Neves ganha novamente as manchetes. Os adeptos do império do mal já se apressam em desmentir. 
.

Alguns comentaristas, como Junior e Carlos Eduardo Eboli, da Rádio CBN, chegam ao cúmulo de apregoar que a volta de Thiago criaria problemas para Abel definir a equipe.

.
A solução é óbvia: quando um clube contrata atleta mais habilidoso que algum dos atuais, alguém sobra e vai para o banco.
.
Pela filosofia dos ilustres comentaristas, se o Flu contratasse Messi e Neymar a dor de cabeça do Abel seria incomensurável. Papo de rubro-negro recalcado.
.
E o pior é que muitos tricolores simplesmente passionais fazem coro com essa mídia interesseira, rejeitando a volta do apoiador só porque jogou no urubu. É verdade que qualquer convivência por lá sempre acarreta alguma sequela, mas nada que um bom tratamento de desintoxicação não resolva.
.
Vejam o Emerson, urubu desde criança, acabou se transformando em colaborador importante na conquista de 2010, inclusive com o gol do título.
.
Pense caro tricolor, a contratação do Thiago Neves traria inúmeros benefícios ao Fluzão: aumentaria a qualidade do meio de campo, enfraqueceria um dos principais concorrentes, além de tirar qualquer possibilidade do Abel manter o Marquinho como titular absoluto.
.
Marquinho tem garra, esforça-se muito em campo, mas é um atleta bom para compor, nunca para ser titular absoluto. Problema idêntico ao do Diguinho, que não consegue acertar os passes.  
.
A reintegração de Thiago proporcionaria ao Fluminense a possibilidade de ter uma formação de meio campo similar a do time campeão brasileiro de 1984 e tricampeão carioca de 83-84-85.
.
Naquela época, tínhamos Jandir, um volante que sabia sair jogando, três habilidosos Deley, Romerito e Tato e dois atacantes infernais, Washington e Assis.
.
Quem sabe não venhamos a ter Jean, Deco, Wagner,Thiago Neves, Fred e Sobis, com o Wellington Nem correndo por fora? Quando o Deco não pudesse jogar, entraria o Lanzini.
.
Os velhos estilos retrancados utilizados pela maioria dos treinadores, com dois ou três zagueiros, dois volantes e muitos chutões prá frente estão ultrapassados e não funcionam quando se enfrenta adversários habilidosos. 
.
O recente vexame do Santos e a derrota acachapante do Fluminense para o Libertad por 3 a 0 são provas incontestes. E vejam que o Libertad nunca foi “uma brastemp”.  
.
Só nos resta, entretanto, esperar e torcer para que os rumos tricolores sejam bem traçados, porque está mais do que na hora do Fluminense voltar a ganhar tudo.
.
.
E DÁ-LHE FLUZÃO!

3 comentários:

PCFilho disse...

Grande Hélio, ainda acho que falta um zagueiro para o elenco ficar "nos trinques". E também não vejo toda essa profissionalização na gestão Siemsen. Pelo contrário, vejo uma dependência cada vez maior do mecenas.

Enfim, apesar dos pesares, o time montado é forte. Se a sorte estiver do nosso lado (é um fator fundamental nesse tipo de competição), a Copa Libertadores finalmente conhecerá seu destino mais apropriado. :)

Abraço, Saudações Tricolores!
PC

Helio R.L. disse...

Caro PC,

Concordo com vc, nossos zagueiros são fracos. Poderíamos ter o Dedé, mas a incompetência reinante em Xerém não conseguiu ver suas habilidades.

Concordo também que se não fosse a Unimed provavelmente poderíamos voltar a lutar contra o rebaixamento.

Creio que a vinda do Rodrigo Caetano deverá melhorar as coisas em Xerém.

Quanto à administração do Peter é verdade que ainda está devendo, mas quando me recordo do que o clube sofreu nas gestões de Horcades e Fischel, acho a atual o máximo.

Quanto ao time titular, estou com esperanças que o Fluzão se livre de Edinho, Diguinho e Marquinho.

Edinho andou jogando na zaga e não comprometeu, quem sabe seja esse seu destino?

Forte abraço e fé no título das Américas.

Torcida disse...

Bom dia, Caros Torcedores Tricolores.
Aos moderadores deste Blog, peço a permissão de escrever estas linhas para convidá-los para uma revolução no futebol brasileiro.
Como todos sabem, ao final do clube dos treze, houve uma divisão de cotas de TV que causa um enorme distanciamento entre os clubes grandes do futebol Brasileiro, entre eles esta o Fluminense
Hoje temos dois clubes (Corinthians e Flamengo) que recebem uma cota de TV muito superior aos demais clubes, em médio prazo terão no Brasil um campeonato de dois times grandes e apenas outros médios, como infelizmente aconteceu na Espanha.
Gostaria de convidar os donos deste blog para juntos divulgarmos a campanha que se iniciou com o jornalista Odir Cunha e que já se espalha pela torcida paulista, o que ainda é muito pouco, pois temos que atingir todas as torcidas contraria a este absurdo que a CBF e a GLOBO querem impor ao nosso torcedor.
Peço humildemente que leiam os tópicos da campanha no http://blogdoodir.com.br/ e que se for pertinente aos torcedores do Flu se engajar nesta luta contra o fim dos grandes clubes brasileiros em prol de apenas dois clubes, escrevam em seus Blog e divulguem a campanha nas redes sociais, para que possamos assim atingir o maior numero de torcedores brasileiros, já que os presidentes dos nossos clubes não reagiram por interesses que até agora não entendemos, vamos nos unir contra esta vergonha nacional!
A grande desculpa da rede Globo é que estes times dão mais IBOPE que os demais, nós podemos reverter este quadro, uma pesquisa do jornal Lance em parceira com o Ibope, divulgada em 2010, apontou que Corinthians, com 21%, e Flamengo, com 16%, são os times com maior índice de rejeição do País.
A mesma pesquisa concluiu que as maiores torcidas do Brasil são as de Flamengo, com 17%, e Corinthians, com 13%.
Isso quer dizer que em um jogo do Corinthians, transmitido pela tevê, há mais pessoas torcendo contra o alvinegro da capital do que a favor (cerca de 60% a mais de secadores!!!).
Ou seja: o torcedor que mais detesta esse time é o que está contribuindo mais para que ele receba maior cota de tevê, patrocínio, merchandising etc., aumentando a distância econômica entre ele e os demais.
TRICOLORES, VAMOS LUTAR CONTRA O FIM DA ESPANHOLIZAÇÃO DO NOSSO CAMPEONATO!