domingo, 6 de junho de 2010

Avaí 0 x 3 Fluminense. E DÁ-LHE FLUZÃO!

................... A integração total do elenco é a garantia para o sucesso.

"O que chama a atenção é que estou gostando do lugar, assim o trabalho flui bastante. As pessoas estão com vontade de trabalhar, de melhorar. Não tem como se sentir mal em uma terra maravilhosa como essa”.

Amigos tricolores, a declaração do Muricy após o jogo e a integração entre titulares e reservas nas comemorações demonstram claramente o ambiente reinante nas Laranjeiras. É clima de time campeão.

Em campo o time mostrou que está cada vez mais encorpado, assimilando as orientações e o espírito vencedor de seu novo treinador.

E ainda que jogando na Ressacada contra a boa equipe do Avaí, invicta há vinte e cinco partidas em seu estádio, o Tricolor foi vibrante e pode demonstrar toda a sua força.

O Fluminense de hoje se assemelha ao Fluminense campeão de outrora, que não se acovardava mesmo em canchas adversárias, deixando de lado aquele "complexo de vira-lata", aquela mania de “time cauteloso”, que invariavelmente se encolhia fora do Maracanã e acabava sempre sendo derrotado. Vez por outra conseguia um empate, que no final das contas não servia muito em termos de classificação.

Muricy transformou a cabeça do elenco e o time passou a jogar igual no Maracanã ou fora dele. Poderia encerrar essa etapa do campeonato na liderança não fossem os erros catastróficos de “árbitros e bandeirinhas míopes”, justamente nos jogos contra os dois líderes.

A sintonia com os atletas também é perfeita. As declarações de Fred ao final do jogo atestando do empenho de Muricy em colocar o Fluminense no grupo dos melhores do Brasil é emblemática.

Em sua inquestionável experiência, Muricy mantém os pés no chão e garante que após os quinze dias de folga, os atletas terão trabalho duro pela frente, o único modo de manter a mesma pegada no reinício do campeonato.

-“O que vamos focar é o trabalho. Tem que continuar duro. Não podemos afrouxar. É normal que seja assim, querer dormir um pouco mais, treinar mais tarde... Isso não vai acontecer. Vai existir cobrança. Nesse campeonato, é preciso querer mais do que o adversário. É muita gente querendo ganhar”, declarou.

Apesar do bom início, a torcida não se deve enganar com o elenco atual, insuficiente para garantir a conquista do título e talvez mesmo a vaga na Copa Libertadores.

Embora vencendo cinco dos sete jogos disputados, a pegada no meio do campo ainda não é a ideal e os erros de passe ainda são muitos, haja vista que a maioria dos rebotes nesse setor tem sido dominada pelos adversários, independentemente de sua qualidade.

Falta “punch”. Muricy sabe bem disso e ainda que evitando comentários sobre o assunto, deixou claro que para brigar pelo título o Fluminense terá que encorpar o elenco em algumas posições.
.
Vários nomes já foram ventilados, mas até agora nenhuma confirmação de fato. Se a Traffic fosse uma parceira de verdade poderia trazer o Diego Souza, pelo menos até o final do campeonato em curso.

Aguardemos o rolar dos acontecimentos para ver se pelo menos ao apagar das luzes de sua administração, a diretoria acerta a mão e contrata pontualmente para as posições carentes, agora sobejamente conhecidas com as indicações do renomado Muricy.

Convoco a todos os tricolores para estarem presentes no jogo do dia 15 de julho contra o Grêmio Pudente, ocasião em que a liderança poderá ser alcançada.
.
Saudações Tricolores e até lá.
.
(crédito da foto: terra.com.br)

5 comentários:

Pia Fraus disse...

sou paulistana e meu time é esse: o que se ergue entre as cinzas e alça vôos rumo a vitória. Dá-lhe Flu!

Helio R.L. disse...

É isso aí, Pia.

Ser torcedor do Fluminense é um atestado de bom gosto. Partindo de uma paulistana então é bom gosto dobrado.

Sinta-se à vontade para voltar sempre a esse espaço tricolor e emitir suas opiniões e críticas.

Não sei se vc está a par, mas existe um local tipicamente tricolor aí em São Paulo, onde podemos assistir a todos os jogos do Fluminense num ambiente alegre e saudável. Trata-se do SampaFlu, um reduto "quase carioca", que fica na rua Dra. Neide Aparecida, 442, Vila Clementino, próximo ao Parque Ibirapuera. Veja a matéria de 02/11/2009, produzida logo após aquela vitória sobre o Cruzeiro, ponto de partida para a reação fantástica do ano passado.

Saudações Tricolores.

Anônimo disse...

Oi Helio, antes de qualquer coisa gostaria de dizer que apesar de participar pouco de seu blog, coloquei o mesmo na minha lista de favoritos pois gosto de seus comentários. Óbvio que nem sempre vou concordar com tudo, mas isso faz parte, né? Que o time deu liga, é inegável, agora pensar em Diego Souza no Flu de novo é aceitar a traição desse sujeito para com o nosso FANTÁSTICO Clube. Além disso, acho ele um tardelli da vida. Não me empolga, e só jogam se a equipe funcionar em função dos dois.E olhe lá! Prefiro jogadores desconhecidos que podem construir uma carreira no clube, ou até mesmo trazer os super astros do futebol internacional, como é o caso do Fred. Sou de Maceió, e aqui tem a Confraria do Rei que é o point tricolor mais frequentado da cidade. Um abraço!
Rogério Machado

Helio R.L. disse...

É Rogério, talvez vc tenha razão quanto à qualidade do Diego.

Pode ser que eu esteja ansioso demais por não aguentar o nosso meio campo povoado por tantos cabeças de bagre. Á exceção do Conca, em minha opinião, o resto é muito ruim. E pensar que perdemos Arouca, Cícero, Carlos Alberto e até mesmo o Diego por preço de banana.

Quanto à saída do Diego Souza, tratou-se, como sempre, de mais uma lambança dessa diretoria.

Sugiro dar uma olhada na matéria "O planejamento tricolor", publicada em 14/05/2010, onde estão incluídos alguns trechos da entrevista do Diego Souza ao globoesporte.

Saudações Tricolores.

Em tempo: Envie mais detalhes sobre a Confraria do Rei, se possível com fotos, para divulgação no blog, a exemplo do que foi feito com o SampaFlu.

Pia Fraus disse...

tem presente pro seu blog lá no Pia Fraus; passa lá para pegar o Selo...
até