segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Fluminense 1 x 1 Ipatinga - despedida de Thiago Silva e fim de festa.

.
.
51 mil espectadores. Não fosse pela despedida de Thiago Silva, o mais recente craque a encarnar a paixão pelo tricolor, provavelmente não teríamos tanta gente no Maracanã.
.
O jogo foi realmente em clima de fim de festa para o Fluminense. Os jogadores do Ipatinga, vislumbrando a última possibilidade de aparecer na vitrine do futebol, se empenharam bastante e chegaram a complicar.
.
O Fluminense, ao contrário, mostrou uma apatia incomum. Mas dessa vez quiseram os deuses do futebol que a torcida não se decepcionasse e a presentearam com a vaga para a Copa Sul Americana, premio de consolação pela perda da Libertadores. Graças também ao Náutico que segurou o Santos na Vila.
.
Preocupante mesmo só o fato do René Simões ainda não ter aprendido que o quando o Fluminense joga com três volantes não ganha de ninguém. Continua a ameaça constante da volta do “meio campo dos horrores”.
.
O que interessa mesmo é que a festa foi bonita. Thiago Silva jamais se esquecerá de sua despedida diante da massa tricolor, ouvindo o mesmo coro que há tempos vem ecoando no Maracanã: “.... ... ..... é o melhor zagueiro do Brasil”. Seu choro copioso ao final da partida dá bem a medida de quanto o “monstro” ama o querido Fluminense. Temos certeza de que não foi um adeus e simplesmente um até breve e que seja bem breve.
.
----------------------------------------------------------------------------------
.
E não é que Washington conseguiu ser um dos artilheiros do campeonato? 21 gols em 27 jogos, 78% de aproveitamento, marca superior a de Kleber Pereira e Keirrison, os outros goleadores. Se não fossem aqueles gols incríveis perdidos contra o São Paulo e Internacional, só para citar esses dois últimos e os inúmeros pênaltis não marcados, especialmente os dois no jogo contra o Vitória, poderia estar comemorando sozinho. De qualquer modo valeu, matador tricolor.
.
----------------------------------------------------------------------------------
.
Agora chegou o momento da diretoria reavaliar os prós e contras do ano que passou. Refletir sobre os erros e evitar cometê-los novamente. A prioridade é a compra dos direitos federativos do Conca, oferecido por valor bem abaixo do que realmente vale. Deixou-se o pagamento para os últimos instantes e as oscilações cambiais dificultaram ainda mais a contratação. Mas ainda continua sendo um ótimo investimento, que poderá dar lucros no futuro.
.
Acorda Horcades, acorda Celso Barros!
.

Um comentário:

Marcio Cardoso disse...

Alo Helio,

saudacoes tricolores daqui do Texas. Alivio com este final de campeonato q viu o time pontuar muito bem... acho inclusive q o aproveitamento de pontos na era Rene Simoes foi tao bom q daria para o Flu chegar na Libertadores se tivesse comecado bem mais cedo. Achoq vale a pena manter o Simoes, o q vc acha?

Mas pelo menos estamos na Sul Americana - eh importante manter o clube em competicoes internacionais.

Bem, este foi um ano historico para o Flu. A perda da Libertadores machuca mas pelo menos estah demonstrado q com um bom elenco e foco em competicoes internacionais, dah para o nosso Flu chegar lah. E as vitorias sobre Sao Paulo e Boca Juniors passam para a historia do clube.

Grande abc!